Itens Relacionados

ALTERNATIVOS

  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator

ALTERNATIVOS

Vote em Alternativos
 

Siga-nos

Siga o Dica Quente no Twitter

Twitter

Doacoes


 
EDITORIAIS ALTERNATIVOS
MAIS UM BONITÃO CANDIDATO À LADRÃO PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marlena   
Qua, 08 de Junho de 2011 16:53

MAIS UM BONITÃO CANDIDATO À LADRÃO

FELIPE BENASSI, JOGADOR, É PRESO EM SP

felipe benassi

O que faz uma pessoa deixar de perceber todos os esforços que foram inseridos no seu sucesso? Sim, porque na vida de um jogador talentoso existem muitas e muitas pessoas que deixaram de dormir, de se vestir e muitas vezes até de se "alimentar corretamente" para ajudar na realização deste sonho.

Um rapaz bonito, com potencial, vindo da periferia (o que pode ser referido como "um em 1 milhão"), 1,85 de altura, 85 kg, corpo bem estruturado, não conseguisse sucesso e dinheiro como jogador de futebol poderia (ainda que não quisesse, ainda que por pouco tempo, ainda que somente para conseguir algum dinheiro) ser um excelente modelo.

Mas não... parece que nessa vida (atual) tudo o que um jovem quer é ser "ladrão", é ser "patrão", é ser "do crime". Por mais imbecil que isso possa parecer para nós, para eles não é não. Eles simplesmente idolatram a vida bandida. hoje eles são mais ou menos uma versão moderna de "mulher de bandido". Seus olhos brilham quando conversam com um "patrão" e são capazes de "muitas coisas" para terem a oportunidade de estar ali (do ladinho de seus novos heróis).

Certamente que não é fácil assim. Sem dúvida que ser jogador de futebol é mais decente e menos "dolorido". Mas é assim que acontece... Quer ser do crime? Quer estar "do ladinho" do patrão - seu novo herói? - Que tal fazer uma "fita" com os "manos" e provar o quanto tu é bom, leal e interessado de verdade nesse negócio? Que tal arriscar a sua vida logo de cara num assalto? Que tal colocar tudo a perder, sua dignidade, envergonhar a sua família - que passou o diabo para fazer de você um atleta ? Suas últimas chances de um novo contrato profissional, sua masculinidade?  É, meu querido... lá dentro do "xilindró" não tem essa não... todos saem falando sobre grandezes e esquecem que o principal (o botãozinho) já era... só sobrou mesmo a casa toda arrombada.

É quando a casa cai pra muita gente. Os mais fracos serão os mais castigados. Os iniciantes então, tão fud... Pra deixarem de ser "trôxas", pra aprenderem de uma vez por todas que está fora de moda a profissão de "vagabundo".

 
VOCÊ É HOMOFÓBICO(A)? PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marlena   
Sáb, 21 de Maio de 2011 00:06

ENTENDENDO A PALAVRA

Homofobia (homo= igual, fobia=do Grego, "medo") é uma série de atitudes e sentimentos negativos em relação a lésbicasgaysbissexuais e, em alguns casos, contra transgêneros e pessoas intersexuais.

As definições referem-se variavelmente a antipatiadesprezopreconceito, aversão e medo irracional. A homofobia é observada como um comportamento crítico e hostil, assim como a discriminação e a violência com base em uma percepção de orientação não-heterossexual.

Em um discurso de 1998, a autora, ativista e líder dos direitos civis, Coretta Scott King, declarou: "A homofobia é como o racismo, o anti-semitismo e outras formas de intolerância na medida em que procura desumanizar um grande grupo de pessoas, negar a sua humanidadedignidadepersonalidade."

Entre as formas mais discutidas estão a homofobia institucionalizada (por exemplo, patrocinada por religiões ou pelo Estado), a lesbofobia, a homofobia como uma intersecção entre homofobia e sexismo contra as lésbicas, e a homofobia internalizada, uma forma de homofobia entre as pessoas que experimentam atração pelo mesmo sexo, independentemente de se identificarem como LGBT.

Duas palavras são originárias de homofobia: (adj.) homofóbicahomofóbico (n.), termos designados para pessoas que apresentam atitudes homofóbicas ou que pensam dessa maneira.

Fonte Wikipédia

ASSISTA A ESSE VÍDEO DE 2009 E CONCLUA

ESTUDO LIGA HOMOFOBIA À EXCITAÇÃO HOMOSSEXUAL

WASHINGTON – A teoria psicanalítica defende que a homofobia – o medo, ansiedade, raiva, desconforto ou aversão que algumas pessoas ostensivamente heterossexuais sentem por indivíduos gays – é o resultado de impulsos homossexuais reprimidos dos quais a pessoa não tem consciência ou os quais nega. Um estudo publicado em agosto de 1996 na publicação científica Journal of Abnormal Psychology, da Associação Psicológica Americana (APA), fornece novas evidências empíricas que são consistentes com essa teoria.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 13