Login



Detectamos o seu IP

Você está conectado(a) a este site de: 54.162.220.219

Dali Clock

Social Media Links

TwitterFacebook

Pessoas Online

Nós temos 160 visitantes e 4 membros online
  • redezrenn

Visitas

HOJE48
ONTEM135
NA SEMANA183
NO MÊS3231
TODAS288860
Powered by Kubik-Rubik.de

Siga-nos

Siga o Dica Quente no Twitter

Twitter

Doacoes


 
HABEMOS PAPAM PDF Imprimir E-mail

NOVO PAPA É ARGENTINO

Papa Francisco I, novo líder da Igreja Católica, é torcedor do San Lorenzo

Cardeal argentino de 76 anos foi escolhido para ser o líder da Igreja Católica a partir desta quarta-feira, 13 de março de 2013. Ele é torcedor confesso da equipe de Almagro

Divulgação/San Lorenzo

Eleito papa Francisco I às 16h18 (de Brasília) desta quarta-feira, o argentino Jorge Mario Bergoglio, de 76 anos, é torcedor do San Lorenzo, considerado um dos cinco grandes clubes do futebol no país ao lado de Boca Juniors, River Plate, Independiente e Racing

Francisco I é o primeiro Santo Padre latino-americano e o 266º da história da Igreja Católica. Ele foi o escolhido para ocupar o lugar de Bento XVI (o alemão Joseph Ratzinger) após cinco votações. Antes da decisão final, o nome do então cardeal argentino não estava entre os mais cotados para assumir o comando no Vaticano. Na sucessão de João Paulo II, em 2005, ele foi o segundo mais votado.

A fumaça branca exalada às 16h08 (de Brasília) deixou os fiéis completamente eufóricos na praça de São Pedro, no Vaticano. Poucos ou nenhum deles, no entanto, poderiam acreditar que Bergoglio seria anunciado pelo cardeal-diácono Jean-Louis Tauran como novo Sumo Pontífice.

Paixão de Francisco I pelo San Lorenzo

Boa parte do mundo futebolístico soube da paixão de Francisco I pelo San Lorenzo apenas nesta quarta-feira, após a sua confirmação como Papa. A identificação do novo líder dos católicos, porém, começa com o fato de seu pai, ex-trabalhador ferroviário, já ter atuado pela time de basquete do agremiação.

Em 2008, quando ainda era cardeal Jorge Mario Bergoglio, Francisco I foi o responsável por celebrar a missa de comemoração do aniversário de 100 anos do San Lorenzo. Durante a cerimônia, ele foi fotografado com uma flâmula do clube entre as mãos.

Embora seja um dos cinco grandes clubes do futebol argentino, o San Lorenzo amarga o jejum de quase seis anos sem conquistar títulos. O último foi o Torneio Clausura de 2007, que deu ao clube de Almagro o 11º título da era profissional do Campeonato Argentino.

Além dos Campeonatos Nacionais, o San Lorenzo ainda tem em sua galeria de troféus uma Copa Mercosul (2001), uma Copa Sul-Americana (2002) e duas Copas da Argentina (1936 e 1943).

O San Lorenzo foi o clube responsável por revelar Walter Montillo, armador argentino com passagem destacada pelo Cruzeiro e que hoje defende o Santos. Nos gramados do Estádio Nuevo Gasómetro, ele surgiu para o futebol a partir de 2002.

Histórico do novo Santo Padre

Jorge Mario Bergoglio nasceu em Buenos Aires, em 17 de dezembro de 1936. Ele é filho de um trabalhador ferroviário de origem italiana e de uma dona de casa. De origem humilde, estudou em escola pública, onde ingressou como técnico químico.

Aos 22 anos, Bergoglio se uniu à Companhia de Jesus, onde obteve a licenciatura em Filosofia. Estudou Teologia e se ordenou sacerdote no dia 13 de dezembro de 1969, pelas mãos de Dom Ramón José Castellano. Pouco tempo depois, ele foi designado responsável nacional dos Jesuítas Argentinos.

Jorge Mario Bergoglio viajou à cidade de Fribourg, Alemanha, para fazer doutorado. Ao regressar à Argentina, voltou a ser sacerdote na cidade de Córdoba. Em maio de 1992, o então papa João Paulo II o nomeou Bispo Auxiliar de Buenos Aires e começou a escalar rapidamente na hierarquia na Igreja Católica.

No dia 21 de fevereiro de 2001, Bergoglio foi criado cardeal no consistório presidido por João Paulo II, recebendo o título de cardeal-presbítero de São Roberto Bellarmino. É um crítico severo ao FMI e neoliberalismo.

Apesar de sua trajetória meteórica na Igreja, é considerado por especialistas uma pessoa de personalidade simples e que ajudou muito os pobres na Argentina. A escolha do nome Francisco tem inspiração em São Francisco de Assis, figura relacionada à caridade e ajuda aos mais necessitados.

FONTE: Super Esportes

 

Comentar

Por favor, use de polidez em seu comentário. Não utilize palavras ofensivas ou palavrões e seja bem vindo(a).


Código de segurança
Atualizar