Login



Detectamos o seu IP

Você está conectado(a) a este site de: 54.80.10.30

Dali Clock

Social Media Links

TwitterFacebook

Pessoas Online

Nós temos 452 visitantes e 1 membro online
  • redezrenn

Visitas

HOJE144
ONTEM189
NA SEMANA468
NO MÊS3516
TODAS289145
Powered by Kubik-Rubik.de

Siga-nos

Siga o Dica Quente no Twitter

Twitter

Doacoes


 
FINAL FELIZ PARA A AFRICANA QUE (para variar) FOI ASSALTADA NO BRASIL PDF Imprimir E-mail

FINAL FELIZ

A africana Hadijatou Aboubacar Anadou deve embarcar para o Níger na tarde desta terça-feira (3), pela companhia aérea Alitalia, às 14h45. Além de conseguir o documento para deixar o Brasil e voltar para o seu país, como informou a professora Élida Hederick, que a acolheu em sua casa, na Zona Norte do Rio de Janeiro, ela recebeu uma doação de R$ 300 para viajar, de uma moradora do Leblon, que não quis se identificar.

Hadijatou veio participar da Rio+20, mas não pôde embarcar para casa porque teve dinheiro, cartão e documentos, inclusive passaporte, furtados durante um passeio ao Shopping Rio Sul, na Zona Sul. O drama já dura oito dias.

O documento emitido pela Embaixada do Níger nos Estados Unidos é um “laissez-passer”, um passaporte emergencial, que chegou segunda-feira (2) à casa onde a nigerina está hospedada, na Penha. "Toda a família está esperando por mim", disse a estrangeira de 53 anos.

Segundo a professora Élida, o voo da africana fará escalas em Roma, na Itália e depois em Marrocos. De lá, Hadijatou viajará para o Níger, onde encontrará seu marido e seus cinco filhos - duas meninas e três meninos. Uma das filhas da africana, inclusive, está com o casamento marcado para o dia 14.

Para matar um pouco da saudade e saber como andam os preparativos para o casório, Hadijatou troca diariamente e-mail com a filha pelo tablet. "Ela é muito carinhosa comigo, diz que estão todos com saudade e espera que eu volte logo. Eu confesso que estou com medo que mesmo com o passaporte, a companhia aérea não deixe eu embarcar, mas confio e vai dar tudo certo", completou.

Hadijatou Aboubacar Anadou teve os documentos roubados no sábado (23), e foi impedida pela companhia aérea Alitalia de embarcar. Sem ter para onde ir, foi amparada por Élida, que estava no aeroporto acompanhando outros estrangeiros que participaram da Rio+20.

Orações e muita fé
Hadijatou, que é muçulmana, contou também que faz cinco orações por dia e pede para que tudo seja resolvido o mais rápido possível: "Eu ganhei uma nova família. É fantástico. Agradeço em todas as orações o que a Élida e as amigas e família dela estão fazendo por mim. Um dia quero voltar ao Rio e conhecer vários lugares com elas, mas de forma mais calma e feliz. De preferência, com meus filhos", concluiu.

Fonte: G1.Globo.com

 

Comentar

Por favor, use de polidez em seu comentário. Não utilize palavras ofensivas ou palavrões e seja bem vindo(a).


Código de segurança
Atualizar