Login



Detectamos o seu IP

Você está conectado(a) a este site de: 54.80.10.30

Dali Clock

Social Media Links

TwitterFacebook

Pessoas Online

Nós temos 466 visitantes e 1 membro online
  • redezrenn

Visitas

HOJE144
ONTEM189
NA SEMANA468
NO MÊS3516
TODAS289145
Powered by Kubik-Rubik.de

Siga-nos

Siga o Dica Quente no Twitter

Twitter

Doacoes


 
STEVE JOBS - A JORNADA DE UM HOMEM SIMPLES E DETERMINADO PDF Imprimir E-mail

Steve Jobs – A jornada de um homem simples e determinado

Steve Jobs

Envie suas condolências para: Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Rubrica: Como pensar o século 21 sem uma das personalidades mais marcantes e determinadoras de sua evolução? Um homem com visão além do imaginário, um inventor, um gênio... Steve Jobs foi considerado uma lenda viva da evolução tecnológica mundial. Esse “garoto” não pensou apenas em si próprio ou em fazer fortuna (consequência de sua genialidade) ele pensava adiante, à frente e, intencionalmente, provou seu valor. Escreveu sua história de valor no mundo todo e auxiliou a ciência. Sabemos que não podemos esperar por um sucessor à altura. Sua genialidade autêntica jamais poderá ser imitada e, penso ainda que, além de perdermos o ser humano visionário perdemos também a capacidade de continuar evoluindo tecnologicamente e, sendo assim, ficam aqui os nossos profundos sentimentos. E, como prova disso, a nossa existência “virtual” que jamais seria possível sem que tivéssemos acesso às maravilhas que ele nos proporcionou.

Infância e Juventude

Steve Jobs nasceu em San Francisco, filho de Joanne Simpson e do imigrante sírio Abdulfattah John Jandali. Os seus pais biológicos deram-no para adopção, pois não lhe podiam proporcionar condições para que Steve se formasse na universidade. Outra versão, no entanto, é que o pai de Joanne não queria o casamento e então ela teria decidido dar o bebé para adoção.

Foi adoptado por Paul e Clara Hagopian Jobs, que lhe deram o nome de Steven Paul. Quando completou 17 anos, entrou na universidade Reed College em Portland, Oregon e, depois de 6 meses, viu-se obrigado a abandonar a universidade, devido aos seus elevados custos.

Carreira


 

O começo da Apple

Ao lado de seu parceiro tecnológico Steve Wozniak, Jobs fundou a Apple Computer em 1976 com o lançamento do Apple I e logo depois o Apple II. Com a Apple capitalizada pelos seus computadores "criativos" e simples, respeitada pela sua ousadia, a partir de 1979 iniciaram em conjunto a criação de um projeto que iria revolucionar tudo em matéria de hardware e software. Era o então projeto Macintosh, que ainda estava em suas cabeças e no papel. Este projeto sugeria o desenvolvimento de uma interface gráfica baseada por navegação de ícones, pastas e janelas (a chamada GUI) tudo isso acionado por um mouse - naqueles tempos os computadores só usavam o teclado - e uma prévia demonstração da tecnologia foi vista por Jobs numa polémica visita ao PARC da Xerox Corporation, o que lhe rendeu algumas acusações, sem provas concretas, de espionagem industrial, fato que ainda não foi totalmente esclarecido e ao que tudo indica o modelo do sistema da Xerox foi apenas uma inspiração que desencadeou a criação do primeiro Mac OS (o sistema operacional padrão nos Macintosh).

Em 1984, a Apple lançou o Macintosh, o primeiro e único computador geral com recursos de desenho, tipografia, além de uma interface gráfica abundante. O lançamento do computador foi feito com um grande estardalhaço através de uma campanha publicitária exibida nos intervalos do Super Bowl, evento que atinge picos de audiência enormes. Este comercial de TV foi emblemático pela sua ideia criativa e já demonstrava certa rixa entre Apple e IBM. O anuncio faz uma analogia ao livro de ficção científica homónimo de George Orwell "1984".

Em 1985, Jobs foi forçado a deixar a Apple pelo conselho de administração da empresa, e fundou outra empresa de computadores, a NeXT. Em 1986, comprou a Pixar à LucasFilm, que anos mais tarde ficou famosa por uma nova linguagem de animação 3D para desenhos animados. Na década de 1990, a Pixar sob liderança de Steve Jobs produziu o primeiro filme infantil animado na sua totalidade por computador, Toy Story. No dia 24 de Janeiro de 2006 a Walt Disney Company adquiriu a Pixar por 7,4 mil milhões de dólares.  A Disney/Pixar é atualmente o maior estúdio de filmes animados do mundo.

Retorno à Apple - 1997

Em 1996 a Apple, que estava a desenvolver um novo sistema operacional, comprou a NeXT Computer, de Steve Jobs, para poder utilizar o NeXTStep como base para o seu novo sistema operativo. Com esta operação Jobs retornou para a Apple - que estava numa situação financeira frágil e a ponto de fechar - em 1997 como consultor. A companhia foi salva a tempo com a venda de 40% das ações à rival Microsoft, com uma ideia e um produto criativo de impacto introduzindo o iMac em 1998 com o novo sistema operacional o Mac OS 9. Com o passar dos anos a Apple readquiriu as ações da Microsoft, que evitaram a sua falência.

Depois do sucesso de vendas dos primeiros iMacs, preparou uma nova revolução, a de refazer o famoso Mac OS, criando uma nova e poderosa plataforma que uniu o poder e a estabilidade do sistema Unix com a praticabilidade e elegância do tradicional Mac OS. Em 2000 foi lançado o Mac OS X.

Sob a orientação de Jobs, a Apple aumentou suas vendas significativamente depois destas inovações implantadas por ele e a sua equipe. O iMac foi o primeiro computador introduzido no mercado com várias características avançadas, principalmente pelo seu design inovador e pelo material utilizado, basicamente o plástico translúcido e colorido, o que decretou a morte da cor padrão para PCs (o bege), e a partir de então muitos deles passaram a usar este tipo de material nos produtos de informática em geral. Desde então, Jobs trabalhou muito em ideias criativas deste nível obtendo sucesso de vendas com elas.

Uma das suas inovações foi ramificar a Apple para além do seu mercado restrito da informática, passando a atuar na área de electrónica, telecomunicações (iPhone), músicas digitais (AAC e MP3), com a introdução em 2001 do reprodutor portátil de música iPod, integrado com a loja de venda legal de música pela Internet através do iTunes, um software dedicado para reprodução de áudio, vídeo, CDs e de rádios online. O iPod conquistou o público pela sua leveza, praticabilidade, modernidade e simplicidade.

Em 2007 a Apple passou a comercializar telefones moveis, chamados de iPhone, com tecnologia de toque (batizada de multi-touch por aceitar toques simultâneos); em 2008 lançou a versão de tecnologia 3G do aparelho, iPhone 3G; em Julho de 2009 lançou o iPhone 3Gs (speed), com comando de voz e muito mais rápido que os modelos anteriores.

Em Junho de 2010, a Apple lançou o iPhone 4. Uma das maiores novidades, muito aguardada pelos utilizadores das versões anteriores, foi a possibilidade do multitask (execução de vários programas simultaneamente), além da câmara com 5 MP com flash, entre outras mudanças. O iPhone 4 foi alvo de polémicas, após alguns utilizadores (0,55%, de acordo com a própria fábrica) constatarem que, se tocado em determinado ponto (onde ficava a antena), o equipamento sofria queda de sinal. Poucas semanas depois, Steve Jobs apresentou-se publicamente em uma conferência, admitindo a existência do problema. Para contorná-lo, os utilizadores teriam duas opções: receber gratuitamente uma espécie de capa para evitar o toque na antena; ou então ir a qualquer loja da Apple para lhes ser devolvida o dinheiro.

MacWorld

Steve Jobs fazia anualmente palestras emblemáticas (Keynotes), nas MacWorlds, quando lançava as suas tão esperadas ideias para a Apple (e o público ficava muito frustrado quando não havia novidades convincentes nestes eventos da Apple). Jobs e os seus parceiros apresentavam as novidades que a empresa lançaria em cada temporada. Muitas dessas novidades acabavam tornando-se tendência de mercado. No final de 2008, a Apple declarou que a MacWorld 2009 seria a última em que a empresa iria participar. Nesta edição do evento, Phil Schiller, vice-presidente de marketing de produtos da Apple na época, foi o orador oficial.

Rivalidades

A rivalidade de Steve Jobs com Bill Gates, ex-presidente e principal acionista da Microsoft, já é elemento cultural do sector. Essa disputa pode ser verificada no filme produzido pelo canal de TV a cabo TNT, "Pirates of Silicon Valley" (Piratas do Vale do Silício, na versão em português), que aborda a biografia deles e das suas empresas, algumas vezes de forma exagerada. Podemos ver a disputa que existia entre eles e suas respectivas empresas muito antes de serem os ícones e "ídolos" que são hoje.

Pixar e Disney

Em 1986, Jobs comprou da LucasFilm um estúdio de computação gráfica, o Pixar Studios, por 10 milhões de dólares. Com uma parceria estratégica com a Disney criou, produziu e lançou vários filmes em animação 3D de sucesso, tais como o Toy Story, Procurando Nemo, Ratatouille, "Up, Altas Aventuras" e o mais recente "Carros 2". Com a compra dos estúdios Pixar pelo grupo de comunicação e entretenimento Walt Disney, Jobs tornou-se o maior acionista individual da Disney, onde deveria ocupar um posto no conselho diretivo, segundo uma nota divulgada pela Disney no dia da aquisição, em Janeiro de 2006.

Renúncia

A 24 de Agosto de 2011, Jobs renunciou à presidência da Apple. Ele esperava permanecer como presidente da mesa de direção da empresa, recomendando em sua carta de demissão que Tim Cook fosse nomeado seu sucessor.

Morte

Steve Jobs morreu a 5 de Outubro de 2011 na sequência de um cancro no pâncreas, contra o qual lutava desde 2004. O anúncio foi dado pela família dele, que disse: "morreu em paz hoje". A empresa da qual ele foi fundador e CEO, a Apple, divulgou um comunicado separadamente anunciando a morte de Steve Jobs. No comunicado, lê-se: "Estamos profundamente tristes ao anunciar que Steve Jobs faleceu hoje. O brilho de Steve, sua paixão e força foram as fontes de inúmeras inovações que enriquecem e melhoram todas as nossas vidas. O mundo é incomensuravelmente melhor por causa de Steve. Os grandes amores da sua vida foram a sua esposa, Laurene e sua família. Nossos corações estão com eles e para todos que foram tocados por seus dons extraordinários.”.

Também a 5 de Outubro de 2011, o site corporativo da Apple recebia os visitantes com uma página simples mostrando o nome de Steve Jobs, o seu ano de nascimento e morte e um dos seus retratos mais famosos. Ao ser clicada, a imagem conduzia a uma página com um obituário que dizia: "A Apple perdeu um visionário e génio criativo e o mundo todo perdeu um ser humano incrível. Aqueles de nós que tivemos o privilégio de conhecer e trabalhar com Steve perdemos um amigo querido e um mentor inspirador. Steve deixa para trás uma empresa que só ele poderia ter construído e seu espírito será sempre a base da Apple”.

Fonte: Wikipédia

 

Comentar

Por favor, use de polidez em seu comentário. Não utilize palavras ofensivas ou palavrões e seja bem vindo(a).


Código de segurança
Atualizar