Login



Detectamos o seu IP

Você está conectado(a) a este site de: 54.80.10.30

Dali Clock

Social Media Links

TwitterFacebook

Pessoas Online

Nós temos 395 visitantes e 1 membro online
  • redezrenn

Visitas

HOJE144
ONTEM189
NA SEMANA468
NO MÊS3516
TODAS289145
Powered by Kubik-Rubik.de

Siga-nos

Siga o Dica Quente no Twitter

Twitter

Doacoes


 
HACKERS NÃO DÃO TRÉGUA PARA A SONY PDF Imprimir E-mail

SONY MUSIC BRASIL  & SONY BMG

 

Fonte: O GLOBO

 

WASHINGTON - Hackers do grupo Lulz Security afirmaram na segunda-feira (06/06) terem invadido novamente os sistemas da Sony e postado os resultados na internet. Desta vez os alvos foram sites Sony BMG. Outro grupo, o The UnderTakers, afirma ter apagado completamente o site Sony Music Brasil, que está fora do ar.

O Lulz Security, que assumiu a responsabilidade por um ataque anterior ao site Sony Pictures, postou o que parecem ser os mapas das redes da Sony BMG em um escritório em Nova York e o que eles afirmam ser 54 megabytes de código fonte de desenvolvimento da Sony.

"Nossa! Fiz isso de novo, você também encontra em anexo os mapas da rede interna da Sony BMG", diz o texto liberado pelo grupo.

O LulzSec também afirma ter atacado sites Sony BMG em Japão, Holanda e Bélgica, assim como fez com o Sony Pictures.

Sites Sony Pictures Russia e Sony Music Brasil também foram atacados, diz o Cnet.

No fim de semana, a Sony Brasil foi alvo de outra ofensiva. Um grupo chamado The UnderTakers reivindica a autoria dos ataques. Acessado, o site da Sony Music Brasil estava fora do ar na manhã desta terça-feirahttp://www.sonymusic.com.br ) assim como o Sony Pisctures Russia ( http://www.sonypictures.ru ). Entretanto, nenhum grupo se expôs como mentor do ataque ao site Russo.

Procurada, a Sony Music Brasil informou que a ofensiva não passou de uma pequena dor de cabeça. De acordo com a Sony, o site não foi invadido e sim vítima de uma cópia que levou a companhia a retirá-lo do ar.

A empresa explica que, ao entrar no site original ( www.sonymusic.com.br ) o usuário é direcionado para uma 'home' de mesmo domínio ( www.sonymusic.com.br/home.asp ). O que os hackers fizeram foi criar uma nova página com extensão diferente (no caso www.sonymusic.com.br/index.asp).

 

SAIBA MAIS :Entenda o que os hackers fizeram no Brasil

 

O sistema bloqueou o domínio horas depois, derrubando tanto a URL original como a URL falsa. A empresa informou ainda que o procedimento foi proposital, para evitar possíveis transtornos.

Sobre os episódios internacionais, a Sony se recusou a comentar publicamente.

"Nós não comentamos esse assunto", disse a porta-voz da Sony Music, Liz Young.

 

Na semana passada, o Lulz Security afirmou ter invadido a rede da Sony e acessado informações de mais de 1 milhão de clientes para mostrar a vulnerabilidade dos sistemas da companhia.

Nesse ataque, o grupo de hackers, que consegue se manter anônimo, publicou nomes, datas de nascimento e senhas de pessoas que participaram de concursos promovidos pela Sony. Os ataques usam ofensivas SQL, com injeção de códigos maliciosos, que quebram a segurança do sistema que abriga dados não criptografados.

Em 26 de abril, a Sony assumiu que hackers haviam roubado informações pessoais de 77 milhões de contas de usuários de sua rede de videogame. Dias antes em 19 de abril, a Sony havia desativado a PlayStation Network após descobrir a invasão, sem dar mais detalhes.

Na semana passada, o Lulz Security assumiu também responsabilidade por um ataque a um escritório do InfraGard em Atlanta, centro de comunicação usado pelo FBI para manter contato com empresas privadas.

A Nintendo disse que também sofreu uma tentativa de ataque aos seus servidores nos Estados Unidos na mesma segunda-feira mas nenhuma informação de cliente dos videogames da empresa foi furtada, afirmou a companhia.

 

Comentar

Por favor, use de polidez em seu comentário. Não utilize palavras ofensivas ou palavrões e seja bem vindo(a).


Código de segurança
Atualizar