Login



Detectamos o seu IP

Você está conectado(a) a este site de: 54.80.33.183

Dali Clock

Social Media Links

TwitterFacebook

Pessoas Online

Nós temos 1189 visitantes e 11 membros online
  • redezrenn

Visitas

HOJE28
ONTEM126
NA SEMANA848
NO MÊS3420
TODAS310156
Powered by Kubik-Rubik.de

Siga-nos

Siga o Dica Quente no Twitter

Twitter

Doacoes


 
EXEMPLO QUE VEM DE CIMA? OU DO MAIS BAIXO FUNDO? PDF Imprimir E-mail

O nome da vez é : Beatriz Coelho Cunha, falsa psicóloga que, acreditem, "trabalhava" até com autistas. Essa infeliz foi presa pela 2ª vez em menos de 10 dias.

Assim fica difícil questionar seu "poder" psicológico... Se livrou na 1ª vez que foi presa...

Eu nem queria perder meu tempo gastando palavras que porventura pudessem "referenciar" esta senhora, mas meu ímpeto social e solidário falou mais alto. Mesmo porque ao conversar sobre o fato com alguns amigos eu ouvi as seguintes reações indignadas:

" - Vixi... mais uma &&*%$#@@-TA!"

" - Mas que %%$##@*&-LHO, esse Brasil tá na $$$#@¨&RDA mesmo!"

" - Precisaram esperar uma 2ª vez pra tomar uma atitude contra essa $$%#@@*&¨ÇADA?"

" - É por isso que tem gente fazendo justiça com as próprias mãos..."

" - Gente ela é uma "fôfa", o que ela fez?" (isso foi dito por alguém que pegou o bonde andando).

Então para que eu não tenha que repetir o nome da psicóloga (mesmo porque já está escrito acima) vou substituir por "- Ø " que para nós significa "menos que nada"

A falsa psicóloga, "- Ø " , teve decretada sua prisão temporária de (só 30 dias) pelo crime "hediondo" de tortura.

"- Ø " passou a ser investigada pela Polícia Civil, após ser presa no dia 27 de abril, porque testemunhas disseram às autoridades que ela (com toda sua capacidade profissional e com seus 10 anos de experiência no "ramo") usava métodos agressivos contra as crianças que atendia. Ocasião em que ficou a "enorme" quantidade de 3 dias na prisão.

"- Ø " não tinha registro no CRP... É triste, mas as pessoas não procuram saber a quem confiam suas vidas!

Os pais de um paciente que frequentava a clínica há muitos meses registraram um B.O. porque perceberam que ela não possuia o registro no CRP. Diante disso (e com muito "tutu" no bolso) "- Ø " confessou não possuir o diploma de graduação, e mais: disse que cursou apenas 2 períodos do curso. No entanto ela cobrava a "bagatela" de R$ 90,00 pela hora "perdida".

Carinha ela, não?

Em seu imóvel foram encontrados 530 euros, R$ 6 mil e US$ 130. Também constatou-se que "- Ø " não emitia notas fiscais, RPAs ou recibos. Foi dito ainda que documentos falsos foram encontrados em sua casa.

Vigilância sanitária do RJ "comeu bola"!

UOL Notícias postou: Sua clínica não tinha licença da vigilância sanitária, nem do conselho de psicologia e ela não possui nenhuma formação.

Um delegado sensato...

Maurício Luciano Almeida e Silva:

Sobre "- Ø "

"Ela não dava recibo, relutava em dar recibo. Vamos checar também o imposto de renda, porque ela era uma sonegadora. Sabemos também que não assinava carteira de nenhum terapeuta contratado por ela. Eles eram prestadores de serviço, recebiam em dinheiro vivo ou com depósito em conta".

“Sentia que o propósito era que as crianças não melhorassem e que os pais se eternizassem pagando as consultas”, foi a fala de uma funcionária interrogada.

“Ela dispensava um tratamento de intervenção familiar que não é correto. Terapeutas relataram em depoimento que ela imobilizava as crianças, amarrando pernas e braços para fazer com que elas comessem. Em alguns casos, cobria a boca das crianças para que elas não cuspissem a comida”

Sobre o marido dela (aqui chamaremos de marido mesmo, pois se fosse ex-marido chamaríamos de "traste" e, se fosse nos tempos antigos diríamos: "vale menos que um trac".)

"Ele será indiciado pois sabia que ela não era psicóloga e a ajudava a cometer esse crime. Ele era gerente financeiro, contador da clínica”.

E agora?

Take it easy people... precisamos lembrar que estamos no Brasil. Precisamos também lembrar que um dos pratos favoritos por aqui é italiano. Então, o jeito é esperar que degustem-no e pedir pra Deus (já tão esquecidinho no cantinho dele) que olhe pelas nossas crianças, pelos pais que sempre buscam o melhor para elas e quem sabe para o "Cão" para que olhe pela "- Ø " .

Vou encerrar por aqui porque a decepção é tamanha que às vezes sinto uma "pontinha" de vontade de seguir o "EXEMPLO QUE VEM DE CIMA?'.

 

Comentar

Por favor, use de polidez em seu comentário. Não utilize palavras ofensivas ou palavrões e seja bem vindo(a).


Código de segurança
Atualizar