Login



Detectamos o seu IP

Você está conectado(a) a este site de: 54.80.140.5

Dali Clock

Social Media Links

TwitterFacebook

Pessoas Online

Nós temos 161 visitantes e 4 membros online
  • redezrenn

Visitas

HOJE130
ONTEM179
NA SEMANA309
NO MÊS3972
TODAS299999
Powered by Kubik-Rubik.de

Siga-nos

Siga o Dica Quente no Twitter

Twitter

Doacoes


 
BICHA DO MATO? PDF Imprimir E-mail

Alunos 'afeminados' da Malásia serão enviados a acampamento, diz jornal

 

 

 

A expressão regional (Bicho-do-mato) amplamente conhecida entre os brasileiros e que, entre outras interpretações, pode se referir ao caipira, sertanejo, pessoa simples ou envergonhada que teve grande parte de sua educação desenvolvida em área rural, nesta matéria (sem fazer alusões, sem incitar o preconceito e muito menos sem ofender) está apenas ilustrando "inversamente" em gênero e sentido que tentamos apenas mostrar :

 

 

 

Quanto tempo
Pode uma montanha existir
Antes que o mar a desfaça

Quantos anos
Pode um povo viver
Sem conhecer a liberdade

Quanto tempo
Um homem deve virar a cabeça
Fingindo não ver o que está vendo


 

The answer my friend
Is blowing in the wind
The answer is blowing in the wind

(trechos do poema/canção "Blowing in the wind" de Bob Dylan - verão Diana Pequeno)

O jornal da Malásia New Straits Times afirmou que um grupo de 66 adolescentes malaios com "tendências afeminadas" será enviado a um acampamento com o objetivo de "passar por uma reeducação".

O jornal credita a informação a autoridades da Malásia, país que não tolera a homossexualidade.

Segundo o Departamento de Educação do Estado de Terengganu, o acampamento começou a funcionar no último domingo. Os jovens enviados ao local foram indicados por suas escolas, que foram instruídas no ano passado a "denunciar alunos que pudessem ser gays".

A Malásia considera ilegais as relações entre pessoas do mesmo sexo. Homossexuais malaios denunciam medidas do governo que consideram discriminatórias, como, por exemplo, a pena de 20 anos de prisão por sodomia.

De acordo com o New Straits Times, os estudantes terão aulas de educação física e religião, conduzidas por "palestrantes motivacionais".

O diretor do departamento, Razali Daud, disse ao New Straits Timesque, embora os "sintomas" variem, o comportamento dos 66 jovens - todos estudantes do ensino médio - "não são comuns para rapazes normais desta idade".

"Nós não estamos interferindo com o processo da natureza, e sim meramente tentando guiar estes estudantes a seguir um caminho adequado em suas vidas", afirmou Daud.

"Nós sabemos que algumas pessoas acabam se tornando mak nyah(travestis) ou homossexuais, mas nós faremos o melhor para limitar este número", disse.

A entidade malaia Grupo Unido de Ação para a Igualdade de Gêneros (JAG, sigla em inglês) afirmou, em comunicado publicado pelo site de notícias The Malaysian Insider, que a medida vai contra os direitos humanos, além de promover a homofobia e o preconceito.

E nóis aqui na praça... dando milho aos pombos....

Fonte

 

Comentar

Por favor, use de polidez em seu comentário. Não utilize palavras ofensivas ou palavrões e seja bem vindo(a).


Código de segurança
Atualizar