Login



Detectamos o seu IP

Você está conectado(a) a este site de: 54.80.140.5

Dali Clock

Social Media Links

TwitterFacebook

Pessoas Online

Nós temos 158 visitantes e 4 membros online
  • redezrenn

Visitas

HOJE130
ONTEM179
NA SEMANA309
NO MÊS3972
TODAS299999
Powered by Kubik-Rubik.de

Siga-nos

Siga o Dica Quente no Twitter

Twitter

Doacoes


 
SONDERMANN, MORTE CEREBRAL

03/04/2011 18h59 - Atualizado em 03/04/2011 19h34

Após acidente, Gustavo Sondermann tem morte cerebral confirmada

Piloto se envolveu em incidente com Pedro Boesel na curva do Café, no Autódromo de Interlagos; essa foi a quinta morte na Stock Car

Por Rafael Honório São Paulo

Após um grave acidente na etapa de São Paulo da categoria de acesso à Stock Car, o piloto Gustavo Sondermann teve sua morte anunciada pelo corpo médico do hospital onde foi atendido. Segundo o boletim médico oficial, o paulista, que chegou com quadro estável ao local, teve  complicações por conta do acidente e faleceu de morte cerebral.

O piloto de 29 anos começou sua carreira no kart aos 16 anos. Em 2007, Sondermann viveu uma das maiores tragédias do automobilismo brasileiro de perto: o paulista corria na Stock Light pela equipe FTS Competições. Seu companheiro de equipe, Rafael Sperafico, acabou se envolvendo em um grave acidente também em Interlagos e faleceu.


Por coincidência, o acidente fatal de Gustavo aconteceu na mesma pista e curva de Sperafico: a curva do Café no autódromo paulista. O piloto da pick-up número 48 acabou sendo acertado por três veículos até ser totalmente destruído em colisão com o carro de Pedro Boesel. O local é conhecido por ser o mais perigoso do autódromo paulista.

Na temporada 2009 e 2010, o paulista correu a Stock Car. No primero ano, ele competiu pela equipe Gramacho Costa e, na segunda temporada, se dividiu entre a AMG Motorsport e a própria Gramacho Costa. Ele foi companheiro de equipe de pilotos como Átila Abreu e Christian Fittipaldi.

 

Pedro Boesel Gustavo Sondermann acidente (Foto: Vanderley Soares)
Gustavo Sondermann não resistiu ao acidente com Pedro Boesel (Foto: Vanderley Soares)

Como foi o acidente

Após a colisão violenta, Gustavo Sondermann foi retirado do carro pela equipe médica da categoria. O piloto teve uma parada cardiorrespiratória, mas acabou sendo reanimado pelo dr. Dino Altmann, responsável pelo atendimento da categoria. Ele foi encaminhado para o centro médico de Interlagos, teve seu quadro estabilizado e foi encaminhado para um hospital paulista.

Confira o boletim médico

"O Hospital São Luiz informa que o piloto Gustavo Sondermann deu entrada na Unidade Morumbi às 14h25 de 03 de abril, após acidente durante prova automobilística, realizada neste domingo no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

O paciente foi transportado para o Hospital São Luiz Unidade Morumbi imediatamente após ser reanimado em pista e receber atendimento médico do próprio hospital no Centro Médico do Autódromo.

Atendido inicialmente pela equipe de emergência do pronto socorro da Unidade Morumbi, Sondermann foi transferido para a UTI. No momento da entrada estava em coma (escala de Glasgow 3), respirando com auxílio de aparelhos.

Após exames clínico, neurológico, funcional e de imagem, foi constatado traumatismo craniano grave, hemorragia cerebral difusa e fratura da primeira vértebra cervical. Frente às lesões apresentadas, foi concluído pela equipe médica que não havia indicação para tratamento cirúrgico.

O quadro neurológico é considerado irreversível."

Fonte

 

Comentar

Por favor, use de polidez em seu comentário. Não utilize palavras ofensivas ou palavrões e seja bem vindo(a).


Código de segurança
Atualizar