SAI DROGA

Vote em Sai Droga
 

Siga-nos

Siga o Dica Quente no Twitter

Twitter

Doacoes


 
O NÚMERO DAS DROGAS NO BRASIL PDF Imprimir E-mail
Escrito por Dolores   
Sáb, 29 de Maio de 2010 21:00

 

0,5% dos brasileiros com idades entre 12-65 anos consomem opiáceos(medicamentos à base de morfina). O Brasil é o país que mais consome na América do Sul.

2,6% dos brasileiros com idades entre 12-65 anos consomem maconha. Desse total 6,3% do consumo está entre alunos do ensino secundário com idades entre 15-16 anos. Alguns países chegaram a baixar o preço da erva para ajustá-lo ao poder de compra. Em 2008, 187,1 Kg de maconha foram apreendidos no Brasil.

0,7% dos brasileiros com idades entre 12-65 anos consomem anfetaminas. O Brasil é produtor dessa droga.

0,2% dos brasileiros com idades entre 12-64 anos consomem ecstasy. Em 2008 13,3 kg foram apreendidos no Brasil. Em 2009, autoridades brasileiras desmantelaram um fabricante sofisticado e disso resultou-se a apreensão de 30.000 comprimidos

49% das escolas estaduais tem problemas com o consumo e o tráfico de drogas segundo pesquisa feita em 5 capitais brasileiras.

20.000 brasileiros morrem a cada ano em decorrência do consumo de entorpecentes ou de crimes relacionados ao tráfico.

O Denarc tem mais de 100.000 traficantes fichados em seus arquivos. 

10% dos presos brasileiros (isso significa 16.000 )são traficantes. Isso significa que cresceu em relação ao ano de 1997 quando esse percentual era de 0,7%.

Em 97, foram assassinados, na capital paulista, 247 menores com idades entre 10 e 17 anos, sendo que 80% das mortes estavam  relacionadas com a venda e o uso de drogas.

O número de viciados em crack, cocaína e maconha na capital paulista chega a 1,6 milhão.Dos 150.000 usuários de Crack em São Paulo, continuam vivos apenas 1.500 (por se absterem).  

O comércio de Crack movimenta cerca de 18 Milhões de reais por mês e cresce a cada dia.

O uso de drogas injetáveis está associado a cerca de 50% de todos os casos de AIDS nas regiões de São Paulo e Santa Catarina.

Na lista de países com o maior número de acidentes de trânsito do mundo, o Brasil figura no topo, com 1 milhão de acidentes por ano, resultando, daí, 300.000 vítimas, sendo que, 50.000 fatais. Dos 20% de acidentes no trabalho, 40% são fatais 25% de queda no rendimento da pessoa e 10% no rendimento dos colegas é provocado por ele. 10% da população mundial, acima de 15 anos, sofre de alcoolismo. A maior parte das internações em hospitais psiquiátricos são causadas pelo alcoolismo. 

Por exemplo: em 96 foram internadas mais de 80.000 pessoas. Cerca de 22 milhões de brasileiros são atingidos por este problema atualmente. 84% dos adolescentes já experimentaram álcool; 18% deles consomem com freqüência, 8,8% da população brasileira bebe em excesso.

No Japão, se um convidado sair alcoolizado de uma reunião e bater o carro, o dono da festa será autuado como co-responsável pelo acidente.

Alguns Filósofos como Hipócrates, Sócrates e Platão já alertavam para os malefícios do álcool.

Teorias científicas em desenvolvimento (por Universidades Americanas) supõem que, pelos vestígios de drogas encontrados e pela ausência de armas, a extinção das civilizações Maia, Asteca inclusive Egípcia, poderia ter sido em decorrência da dependência ao uso de drogas. As taxas de prevalência de infecção pelo HIV entre usuários de drogas injetáveis chegam a 71% em Itajaí, 64% em Santos e 51% em Salvador.

No Brasil, 30,6 milhões de pessoas fumam, dos quais , 100 mil morrem por ano.Segundo levantamento da OMS uma Epidemia Planetária, mata ou matará  3,5 milhões de pessoas a cada ano (1998), 10 mil pessoas a cada dia. Em 2020, 10 milhões de pessoas morrerão por ano no mundo e 250 milhões de crianças vão morrer de tabagismo. No planeta, cerca de 1,1 bilhão de pessoas são fumantes, sendo que: * 73% ou 800 milhões só nos países em desenvolvimento,( 48% de homens e 7% de mulheres), * 27% nos países desenvolvidos( 42% de homens, 24% de mulheres). 

*Se voce se assustou com esses dados, veja o relatório na íntegra. É fresquinho, foi publicado mundialmente em 23/06/2010, pelo UNODC (Escritório das Nações Unidas Sobre Droga e Crime).

 

 

Comentar

Por favor, use de polidez em seu comentário. Não utilize palavras ofensivas ou palavrões e seja bem vindo(a).


Código de segurança
Atualizar