ALTERNATIVOS

  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator

ALTERNATIVOS

Vote em Alternativos
 

Siga-nos

Siga o Dica Quente no Twitter

Twitter

Doacoes


 
CRIANÇA INTELIGENTE X POLICIAIS BURROS = AÇÃO BEM SUCEDIDA? PDF Imprimir E-mail
Escrito por Marlena   
Sex, 16 de Julho de 2010 00:00


Parte 2) BURRICE:
Depois que a polícia é acionada pela tia da garota inicia-se a parte "burra" da coisa. Creiam: os policiais retornaram a ligação para o celular da garotinha. Pode uma coisa dessas? Independente de acontecerem inúmeros trotes envolvendo o polícia, o corpo de bombeiros, etc., esses órgãos deveriam ser mais bem preparados para lidar com isso. Retornar uma ligação pode representar um perigo ainda maior. Será que eles desconhecem os números da violência urbana atual? Tem gente matando à toa por aí, o que dizer então da polícia ligar para alguém bem no momento do assalto. Isso foi sorte pura. E digo mais: essa criança e essa família não estão livres de uma reprimenda por parte desses bandidos e/ou alguém a serviço deles. Esses bandidos devem estar furiosos com o ocorrido, bem como com a ingenuidade "profissional". Certamente eram principiantes no ramo. Mas bandido principiante ainda dá pra aceitar... Mas policial retornando ligação para alguém que pode estar correndo risco de vida é demais. A imprensa falou muito sobre o fato ocorrido no dia 25/07/10, inclusive destacando a coragem e a atitude da garotinha (merecidamente), mas deveria também ter aberto uma discussão sobre o tema, pois não é sempre que se tem a mesma sorte.
Parte 3) PONTO DE VISTA:
O Brasil vive um verdadeiro clima de guerra urbana disfarçada de "necessidade social". A coisa é mais ou menos assim: o bandido faz o que quer e a polícia faz o que pode. Se levarmos em consideração as leis atuais chegaremos à conclusão de que o bandido está melhor posicionado, pois é ele quem faz as suas próprias leis (no sentido de ações criminais contra a população), porém utiliza-se da legislação nacional na hora de se defender (caso seja preso ou indiciado). Na escala social o bandido está muito melhor, pois para ele existem então 2 legislações. Mas, e a população como fica? Já pensou se a população resolver criar uma legislação própria também? Algo do tipo: Se eu "imaginar" que serei assaltado por alguém que está vindo à minha direção, eu atiro sem dó, pois eu sei quem eu sou, mas desconheço quem essa pessoa é. Prestaram atenção numa coisa: "eu atiro"... É isso mesmo estamos nos encaminhando para desencadeá-lo de uma população tão sofrida e tão carente de segurança e de atitudes positivas sobre o tema que, em breve muitos estarão armados, mesmo porque é mais fácil você morrer (no momento do assalto) do que matar.... Se conseguir matar vai eliminar 2 problemas de uma só vez: o bandido e o B.O. que só vai te dar canseira.

Porém, deverá se preparar (caso caia nas mãos da justiça) para a severa legislação - que nesse caso será usada contra você com força total - que irá te condenar (certamente), bem como os "procura-problema" dos Direitos Humanos que irão cutucar toda a vida do bandido até conseguir provar que ele era simplesmente uma vítima social em vez de deixá-lo "descansar em paz". Às vezes eu penso: será que "esses caras" dos Direitos Humanos não são uma verdadeira farsa? Eles aparecem e fazem um certo "barulho", mas geralmente depois que a coisa acontece. Será que eles vivem da "postumidade"?. Mas, voltando ao assunto: Percebeu a mágica? Você trocou de posição com o bandido. Agora resta decidir se valeu a pena. Caso não tenha sido bom pra você pense melhor na hora de votar. O voto é obrigatório, votar não é. Ou pense em entrar para a política... quem sabe?

 

Comentar

Por favor, use de polidez em seu comentário. Não utilize palavras ofensivas ou palavrões e seja bem vindo(a).


Código de segurança
Atualizar